sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Cores cotidianas

Se você é designer gráfico certamente já leu textos sobre significado e psicologia das cores. Mas como você utiliza isso em suas criações? Pegar um significado qualquer para uma determinada cor é suficiente para justificar sua aplicação? Você confia 100% nestes significados? Como eles chegaram a essas conclusões?

Bom, eu sempre li textos como estes, e os utilizava como base teórica, até o dia que vi a série no GNT "O sentido das Cores". Em cada programa uma cor era tratada, mas ela era vista no modo como é utilizada cotidianamente, como as pessoas sentiam a cor... E isso me fez pensar.

Quando fazemos uma marca por exemplo, escolhemos cores para passar determinada sensação as pessoas. Então porque confiar somente no que fala estes significados quando o que importa é o que você sente em relação a ela? Rosa é só amor? Branco é só paz?

Acredito que o uso das cores pode ser intuitivo, é claro que uma pessoa sem nenuma base talvez não consiga, pois o estudo é que nos leva a enxergar as cores sob outros aspectos e a compreende-las melhor.

O que quero dizer com tudo isso é que o designer precisa sentir a cor, observá-la em suas diversas aplicações, ver como as pessoas reagem a essas cores, e ai tirar suas própria conclusões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...